domingo, 20 de dezembro de 2009

Agora em Novo Endereço

Tenho tanta coisa para contar e tão pouco tempo para escrever.

Mas eu tinha comentado que haviam novidades acontecendo por aqui. E a principal delas é a que vem nos ocupando mais durante estes últimos dias.

A cerca de 1 mes e meio resolvemos que, com nossa situação já estabilizada em termos de emprego, era hora de procurar uma casa para comprar.
Pesquisamos um pouco, visitamos algumas casas e felizmente conseguimos uma exatamente como queríamos, no mesmo bairro onde já estávamos, próxima das escolas, shoppings, do trabalho e com um preço que dava para encarar.


O mercado de imóveis aqui em Western Australia é muito aquecido e a forma como se compra uma casa é diferente em muitos pontos em relação ao jeito que se faz no Brasil. Mas isto eu vou contar em um outro post.

O que quero comentar hoje é que somos as pessoas mais cansadas e felizes da Austrália.
Ontem, dia 19, fizemos a mudança para a casa nova.

Mudança aqui se faz assim: aluga-se um caminhão e chama-se os amigos para ajudar.
Existem várias locadoras que tem estes caminhões pequenos, de 3 ton, com câmbio automático, ar-condicionado e rampa elevadora de carga. Uma verdadeira barbada e dá para dirigir com carteira de habilitação normal.

A frota para a mudança

Prá variar um pouco, arrecadamos a Nara e o Antônio e também o Caio. A Juliana, só porque está grávida, veio com a desculpa que não podia fazer força... que coisa.

Começamos a "peleia" por volta de 10 da manhã e no início da tarde já estava tudo resolvido.

Hoje, domingo, eu e a Carla ainda fomos dar uma geral em várias coisas na casa. Com o tempo vamos deixar do nosso jeito.

Claro que agora temos a financiamento para pagar, mas pelo menos é melhor que pagar aluguel e estamos no "nosso canto". Assim que estivermos organizados coloco algumas fotos da casa nova.


A equipe em ação


O shed bom para guardar bugigangas

A equipe se "arrefecendo" depois da mudança

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Concerto de Natal

Este post é dedicado as tias, dindas, avós e outros corujas que querem ver como foi a apresentação de final de ano da escola do Gabriel.

A apresentação foi realizada no pátio da escola e o público estava instalado em cadeiras e cobertores no chão. Muita gente (incluindo nós mesmos) fez piquenique ali mesmo.

O vídeo está no Youtube -> Clique aqui para assistir
http://www.youtube.com/watch?v=s9YR0dke0Co

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Fish and Chips

As coisas tem sido realmente movimentadas por aqui nas últimas semana.
Com isto o tempo para atualizar o blog infelizmente fica prejudicado.
Pretendo compensar isto nos próximos dias, contando um pouco do que está "rolando" por aqui. Muitas novidades.

Só para começar vou comentar do final de semana, um pouco mais tranquilo o que permitiu curtir um pouco mais.

No final da tarde de sábado fomos à Fremantle para comer um fish & chips, prato tradicional que inclui - obviamente - peixe e batatas, ambos fritos. Um crime contra os princípios das nossas amigas nutricionistas de Montenegro.. rsrsrs

Estava muito bom jantar a beira mar e com um clima muito agradável para o final de tarde.
Depois da janta andamos um pouco e fomos até outro lugar para tomar um belo café, onde encontramos um garçom brasileiro.

Para o domingo, fomos convidados pelo Caio para um churrasco na casa deles.
Mal sabia eu que era uma "arapuca" e que no final das contas eu seria o assador.
Com um calor de aproximadamente 143,15 graus centigrados, fui para a frente da churrasqueira e assumi bravamente o desafio.
Apesar de tudo pelo menos a gente conseguiu ver a churrasqueira dele funcionando eh eh eh
Almoçamos, batemos papo o resto da tarde e o domingão foi acabando.
Deu para recarregar as baterias para encarar a semana.

Vai um Fish&Chips aí?!?

Por do Sol em Fremantle

sábado, 28 de novembro de 2009

V8 Supercars: Eu fui!!!

No domingo passado fomos assisitir a corrida da V8 Supercars, a categoria máxima do automobilismo australiano.
Fanáticos que somos, já tínhamos comprado em Junho os ingressos para a pista e padock, e combinado de ir com o Antônio e a Nara, outros dois que gostam deste tipo de evento também.

Na V8 competem carros de linha adaptados para pista e é justamente aí que está a graça: são carros que estão entre os mais vendidos no país. E os autralianos são fissurados em carro também.

Como o próprio nome já diz, os carros são equipados com motores V8 e competem as duas marcas mais tradicionais: Holden, com os Commodore e Ford, com os Falcon.

Só para lembrar, os Holden Commodore são exportados daqui para o Brasil como Chevrolet Ômega e os Falcon são carros similares em tamanho (grandes).

Existem torcidas para os dois lados: os de azul torcem para a Ford e o pessoal da Holden vai de vermelho. Um verdadeiro "GreNal".

E o pessoal torce mesmo. Quando um carro da Holden ultrapassa um Ford que está na liderança, a torcida vermelha grita e bate palmas, enquanto a turma de azul vaia. Se um Ford passa um Holden, obviamente acontece o contrário.

O Antônio foi com uma camiseta da Holden branca, mas não se aguentou ao passar pelo caminhão da Holden e comprou uma bem vermelhona. rsrsrs

Durante todo o dia, além da corrida principal da V8 Supercars, são apresentados diversas corridas e apresentações paralelas.

O público estava muito animado mas comportado, mesmo com a turma tomando muita cerveja prá espantar o calor e o solão intenso, que deixou o dia maravilhoso e muita gente parecendo camarão... haja protetor solar.

A festa vai solta todo o dia e até o hino nacional é motivo prá galera comemorar.

Preparei um vídeo - que foi feito com a máquina fotográfica então a qualidade não está das melhores - que dá para ter uma idéia de como foi evento.
Vai o link abaixo.

Enjoy.

http://www.youtube.com/watch?v=68APA_VVRrc


Tinha um gordinho nestas cadeiras cobertas aí do lado
que passou o dia inteiro comendo...


Os "mates" na V8 Supercars

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Aventuras de uma Família Montenegrina na Austrália

Já que deu algum trabalho para escrever, aproveito para postar o texto abaixo, elaborado para a revista da minha irmã (http://www.diversa.art.br/) em matéria que foi publicada na edição de dezembro/2009.


Aventuras de uma Família Montenegrina na Austrália

Certamente todo mundo já ouviu falar sobre a Austrália.

É um lugar fascinante e sua situação geográfica, um país continental, separado pelo mar de outros continentes, fez com que esta terra desenvolvesse uma fauna a flora diversa e peculiar.

Muitos dos animais que habitam a Austrália só são encontrados aqui, tendo como exemplo mais comum o Canguru, um dos seus símbolos mais conhecidos.

A Austrália também é um país de extremos. Praias paradisíacas, vastos desertos e florestas tropicais comparáveis à Amazônia, coisa que provavelmente pouca gente tem conhecimento.

O país também é um lugar de oportunidades. Com um território pouco menor que o Brasil e cerca de 10% do número de habitantes que o Brasil possui, a Austrália dispõe de um programa de imigração para atrair pessoas para contribuir no crescimento da população e suprir a demanda por mão de obra, crescente mesmo em tempos de crise como agora.

Para dar uma idéia da demanda por gente para trabalhar, é muito comum ver a gurizada na faixa dos 15 anos já trabalhando algumas horas por dia, fora do horário da escola conforme permite a lei.

Da mesma forma os mais veteranos, acima dos 50 ou 60, podem ser encontrados com frequencia em diversas atividades, como caixas de supermercado, atendendo em lojas ou mesmo gerenciando setores de empresas.

O Outro Lado da Austrália

Mas quando se fala de Austrália, as primeiras cidades que vem à mente são Sydney, Melbourne e Adelaide. Eventualmente alguém pode lembrar de Canberra, a capital do país, e mais recentemente Darwin recebeu alguma atenção com o advento do filme “Austrália”.

Com exceção de Canberra, todas as capitais são cidades litorâneas, onde está concentrada a maior parte da população dos oito estados do país.

Um estado pouco conhecido é Western Australia, que como o nome já diz, fica no lado oeste da ilha.

A economia de WA é baseada em extração e exportação de minério de ferro, ouro e gás natural, além da produção e comérico de trigo.

A capital Perth é considerada a metrópole mais isolada do mundo. A metrópole mais próxima é Adelaide a mais de 2.700Km de distância.

Perth é conhecida na Austrália como Cidade Luz, pois quando John Glenn orbitava a Terra no meio da madrugada, a cidade em peso acendeu as luzes para que Perth fosse vista do espaço.

A população atual beira um milhão e seiscentos mil habitantes, sendo a quarta maior cidade australiana.

A cidade ocupa a posição 5 no ranking mundial das cidades com melhor qualidade de vida, segundo a agência de pesquisas The Economist Intelligence, e o 21 lugar segundo a agência Mercer. É uma cidade jovem (fundada em 1829), sendo a população bastante hospitaleira, principalmente com estrangeiros e visitantes.

O povo daqui é muito receptivo e a diversidade de culturas é impressionante. Western Australia é o estado com maior percentual de imigrantes em relação aos australianos genuinamente nascidos.

É comum ver muitos rostos diferentes - chineses, vietnamitas, malasianos, indianos, europeus, africanos – e não é raro ver mulheres vestindo burcas e homens de turbante.

É curioso estar no supermercado e escutar diversos sotaques e idiomas diferentes também.

Existem muitas opções de lazer, desde obviamente as praias até o Swan River, que corta a cidade trazendo uma paisagem belíssima de se apreciar, e ainda infindáveis parques onde o pessoal aproveita para fazer picnics nos finais de semana.

Dá para se dizer que, apesar de ser uma cidade grande e com todas as facilidades de uma metrópole, Perth tem um clima de cidade do interior, sem muita correria e bastante segura.

Prédios de apartamentos só existem próximos ao centro da cidade e as casas, em sua maioria, não tem muros ou grades.

Nossa Experiência

Chegamos aqui em Janeiro deste ano, depois de aguardar cerca de dois anos para obter o visto de residente permanente, que chegou em Dezembro do ano passado.

Depois de muita pesquisa durante o tempo que aguardávamos o visto, decidimos por Perth exatamente por ser mais tranquila e por estar em um estado em pleno desenvolvimento.

Achamos que uma cidade muito grande como Sydney ou Melbourne seria uma mudança muito radical para esta turma aqui saída da calma de Montenegro.

Os primeiros dias foram complicados, atordoados pelo fuso horário de 11 horas e muitas novidades para absorver. Diferentes costumes, outro idioma, dirigir na contramão, alugar casa, comprar carro, móveis, preencher documentação, matricular os guris na escola e por aí vai.

Foi um sufoco, mas acho que no final passamos com "louvor", afinal de contas tentamos nos preparar para que o processo fosse o mais tranquilo possível.

Aos poucos vamos entrando na rotina e virando um pouco australianos, mas não perdemos o contato com as coisas da nossa terra. Já sabemos como pedir picanha no açougue e encontramos até onde comprar aipim, farinha, erva mate, goiabada, pão de queijo da Yoki e bombons Garoto.

De vez em quando bate a saudade da família e dos amigos, que é amenizada com a tecnologia e todos os dias temos contato com alguém no Brasil via "MSNs" e "Skypes" da vida, seja teclando ou até mesmo com vídeo ao vivo.

Além disso mantemos um blog (http://rcmuller.blogspot.com) com os relatos do nosso dia-a-dia para que os amigos possam saber como andam as coisas por aqui.

De qualquer forma, no ano que vem pretendemos ir ao Brasil para matar a saudade e rever a família e os amigos.

Felizmente hoje estamos bem tranquilos, já trabalhando e com os guris indo muito bem na escola.

Tudo o que esperávamos acabamos por encontrar aqui.

Podemos dizer que conseguimos transformar um sonho em realidade.

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Sotaques

Obviamente, uma das coisas que chama mais atenção aqui na hora de se comunicar são os diferentes sotaques.
A Austrália é um país composto por estrangeiros, na maioria da população. E cada vez chegam mais.

Em recente pesquisa divulgada na imprensa, foi comentado que aqui em Western Australia, ou mais precisamente em Perth, existe o maior percentual de estrangeiros em relação aos australianos legítimamente nascidos.

(Se bem que alguns amigos brasileiros já estão contribuindo para aumentar a população dentro de alguns meses...)

Quando chegamos aqui, uma das maiores preocupações era com a língua, com medo de errar na hora de falar ou passar vergonha de não conseguirmos nos comunicar.
No início é complicado, mas uma das coisas que facilita muito é a paciência e disposição que o povo tem para ajudar e facilitar a vida de quem ainda é iniciante no idioma.
Justamente por estarem acostumados com estrangeiros, ou até por também serem estrangeiros.

Até pouco tempo, ao conhecer alguma pessoa, eu costumava me desculpar antecipadamente por estar ainda aprendendo inglês.

Há alguns dias, fiz minha primeira "apresentação" oficial na empresa onde trabalho, sobre o planejamento que estou fazendo para o processo de melhoria contínua.
Apesar de estar acostumado a fazer no Brasil apresentações de produtos, palestras e aulas para dezenas de pessoas, fazer isto num idioma ainda não 100% dominado complica bastante.
Com o Powerpoint pronto e já devidamente ensaiado, fui para a sala de reuniões onde me esperavam o diretor da fábrica e os gerentes de todas as áreas.

Para tentar amenizar a barreira da língua, abri a apresentação comentando que se eles tivessem alguma dúvida durante a apresentação que me perguntássem, pois eu ainda estava aprendendo inglês e blá, blá, blá.

Bueno, ninguém comentou nada e comecei o meu discurso.
Depois de terminada a apresentação, todos começaram a debater sobre as idéias e a reunião seguiu normal. Nenhuma dúvida, nenhum desentendimento, parece que todos conseguiram me entender.

Momentos depois pedi aos dois gerentes da manufatura, com quem trabalho diretamente, uma opinião sincera de como eu tinha me saído na apresentação.
Eles fizeram vários comentários positivos sobre a apresentação, e não falaram nada sobre o meu inglês (que era exatamente o que eu queria saber).

Bom, depois deste episódio me convenci de duas coisas: meu inglês não está tão ruim assim e outra, o pessoal aqui não liga tanto para a barreira da língua. Eles tem boa vontade e se esforçam para entender.

Sotaques
Bom, mas e os sotaques.
É normal durante o dia manter contato com pessoas falando inglês com sotaque chinês, italiano, vietnamita (parecido com chinês), britânico... e até australiano.

Falo em "até australiano" porque o sotaque é diferente mesmo.

Ainda vou demorar até me acostumar ao jeito como eles falam palavras terminadas com "er".
Tem uma propaganda na TV da Eagle Boys pizza, que tem o slogan "bigger and better", mas na hora de falar sai algo como "bíga and béta"... eh eh eh
Tem um videozinho do comercial no Youtube.

Esta semana, conversando com a gerente do banco sobre seguros, ela disse que duvidava que nós encontrássemos uma opção que fosse "chípa and béta" do que a que ela estava mostrando.

É tão comum que uma das redes de supermercados daqui, o IGA, chama as lojas de Supa IGA.
Estes dias vi um serviço de entregas que se chamava "Fasta Courrier Service", escrito assim mesmo. rs rs rs

Só para encerrar, uma coisa engraçada são os chineses que as vezes ficam indignados quando a gente não os entende, pois prá eles o inglês deles é ótimo. Eles argumentam que conseguem se entender bem entre eles... AH AH AH

Abraços

domingo, 25 de outubro de 2009

Mais um vídeo

Oi pessoal,

Hoje dediquei mais algum tempo para editar outro video do nosso dia-a-dia.
Foi um videozinho que fizemos num sábado nublado e meio frio há algumas semanas atrás.
Primeiro fomos até a JB Hifi, pois os guris queriam ver alguns jogos de videogame.
Depois fomos até o Carrousel Shopping em Cannington.

Algumas pessoas disseram que não conseguiram ver o vídeo anterior (que era um link para o arquivo no Youtube), então resolvi mudar o jeito de postar e inclui o vídeo pela ferramenta do blog mesmo. Espero que funcione melhor.
Também alterei o vídeo do post anterior.

Um grande abraço


video

terça-feira, 20 de outubro de 2009

À Pedidos

Tenho recebido algumas solicitações dos amigos leitores do blog.
Resolvi então dedicar um pouco do tempo para tentar atender a estes pedidos.

Inclui a possibilidade de inscrição via RSS. Peço aqueles que forem usar esta opção que por favor testem e me avisem se está ok.

Aproveitei também para mudar o visual do blog. Só prá não ficar sempre igual.
Esta é a versão Primavera-Verão 2010. eh eh eh

Também resolvi fazer mais alguns vídeos, mostrando algumas curiosidades daqui.
Cabe lembrar que a proposta destes vídeos não é a de ser nenhuma super-produção e são somente cenas que vamos gravando durante nosso dia-a-dia, sem nenhum tema ou objetivos específicos.
Servem para manter contato com a família e amigos, ou para aqueles que tem curiosidade sobre as coisas daqui.

Lembro que quando estávamos no processo para imigrar, ainda no Brasil, tínhamos muita curiosidade em ver em vídeo cenas do cotidiano e não era fácil encontrar isto na internet.
Por este motivo é que resolvemos colocar este material aqui.

Aí vai o primeiro mas já estou preparando mais alguns.
Dirigindo na Austrália - dicas básicas para andar na contramão

video


Kelmscott Agri Show
No sábado passado fomos até Kelmscott, bairro próximo da nossa casa, para visitar o AgriCultural Show, que é realizado em uma escola da região.
Estava um calor de rachar e chegamos lá por volta de 2 da tarde.

Descobrimos que era uma versão em miniatura do Perth Royal Show, alguns animais expostos (incluindo muitas moscas), praça de alimentação, parque de diversões, algumas atrações artísticas e barracas vendendo as famosíssimas "showbags".

Com a "carteirinha da Funai" carimbada, ficamos um tempo por lá, comemos um sorvete e resolvemos voltar prá casa, pois o calor estava forte.

A Carla já escolheu o bichinho de estimação dela


Aniver da Carla
Na semana passada foi aniversário da Carla. Como foi durante a semana não fizemos festa, mas ela então resolveu comemorar com um barbecue na praia no domingão.
Alguns amigos nossos também apareceram por lá.
Chegamos na praia por volta de 10 da manhã, prevendo que iria estar lotada devido ao calor.
Engano nosso. Quase desistimos e voltamos prá casa. Estava nublado e ventando. Frio para ficar só de bermudas e camiseta.
Mas no final das contas resolvemos ficar, pois estava tudo combinado e os amigos já estavam indo também.

Aos poucos o tempo foi melhorando e a tarde já estava legal. Felizmente menos calor que no sábado.

As "Chemist Girls", todas colegas de trabalho

Os "mates" na difícil arte de não fazer nada...


domingo, 11 de outubro de 2009

Já é Natal

Não sei como andam as coisas no Brasil, mas as lojas aqui em Western Australia já abriram a temporada de Natal.
Desde a semana passada os supermercados e grandes lojas - Kmart, Target, Big W - já estão expondo produtos de decoração para o Natal.
De alguma forma isto é explicado pelo fato de que aqui não tem décimo terceiro salário, então o pessoal já começa as compras cedo. Mesmo os presentes já começam a ser comprados com antecedência.
Então o negócio é se preparar para receber o Papai Noel desde já.

Dia das Crianças
Aqui não se comemora o Dia das Crianças.
Em compensação a agitação do momento é o Halloween, que acontece dia 31 de Outubro.
As lojas tem fantasias e adereços para a ocasião, além de decoração para casa ficar no estilo dia das bruxas...

Na terça os guris retornam as aulas para o quarto e último termo do ano.

Esta semana foi tranquila, assim como o final de semana. Programa mais caseiro, sem muitas atividades. Até porque o tempo estava meio nublado e friozinho.

O bom é que a previsão para a semana é de tempo ensolarado e esquentando até o próximo findi.
Provavelmente vai dar barbecue na praia...

No mais a vida vai seguindo em ritmo normal e o dia a dia vai se tornando rotina.

Assim que der um tempo coloco mais novidades aqui.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Perth Royal Show

Final de semana movimentado por aqui, com direito a feriado na segunda-feira.
Era comemoração alusiva ao aniversário da rainha da Inglaterra - Queen's Birthday - herança ainda dos tempos da colônia britânica.

O fim de semana prolongado coincidiu ainda com o início das férias escolares de duas semanas entre o terceiro e quarto termos.

Pert Royal Show
Certamente já programado considerando os fatos acima, iniciou no sábado o Royal Show.
Para quem é do RS, dá para comparar com uma versão menor da nossa Expointer.
Atrações relacionadas as atividades das áreas regionais de Western Australia, mostras de produtos, animais (exceto os porquinhos que foram excluídos neste ano por razões óbvias), campeonatos de cortar troncos, tosquia de ovelhas e por aí vai.
O dia estava maravilhoso, um Sol fantástico aparecendo depois de muitos dias chuvosos e meia-boca.
Um prato cheio que levou 60.000 pessoas a visitar o evento no dia de abertura - incluindo nós...

Já prevendo que seria bastante "busy", como se diz por aqui, resolvemos ir até o evento de trem.
Comprei os ingressos via internet, fomos de carro até a estação de Thornlie - onde não se paga o estacionamento aos sábados, compramos um passe família para o trem e embarcamos.
O trem saiu logo em seguida e ao chegarmos na estação em Perth, para fazer a "conexão" com a outra linha, tivemos que esperar poucos minutos para o outro trem sair.

Em menos de 40 minutos estávamos no pórtico do evento, bem tranquilos e sem stress de ter que procurar lugar para estacionar nem caminhar quadras até chegar ao local do show.

Entre as atrações havia um grande parque de diversões e os guris aproveitaram para andar em alguns brinquedos. O preço era bem salgado, entre 5 e 9 dólares cada brinquedo.
Mesmo com o preço nada em conta e com o fantasma da crise ainda na memória, o povo daqui gasta sem dó nem piedade. Como diz meu amigo Caio "gastam como se não houvesse amanhã" eh eh eh

Fazem 8 meses que estamos aqui, mas sempre tem coisas novas prá aprender.
No embalo no Royal Show ficamos conhecendo as "Showbags".
Bom, e o que vem a ser uma "Showbag"?

As "Showbags" são sacolas vendidas durante o show, em diversos quiosques espalhados pelo parque. Tem de tudo, desde chocolates e balas, até produtos de beleza, passando por artigos esportivos.
Tradicionalmente, antes do evento a lista das Showbags já é publicada - em jornais ou no site - e a criançada faz uma lista com antecedência do que vai querer comprar.
Os guris comentaram que na escola deles os colegas já tinham listas as vezes com mais de uma dúzia de showbags.
O preço realmente sai em conta quando comparado ao valor no supermercado, mas pelo jeito o que mais conta é comprar, comprar, comprar....
Tinha criança que já quase não conseguia caminhar, de tanta coisa que carregava.

Dentro do nosso processo de "australianização", a Carla e os guris escolheram as showbags deles.
Eu infelizmente não achei nenhuma do meu agrado snif snif...

Descida literalmente de "arrepiar os cabelos"


As ovelhas antes de irem para a competição de tosquia...


Cada um com sua Showbag


Domingão na Praia
Aproveitando o dia bonito também no domingo, marcamos mais um churras em City Beach.
Enquanto estávamos na volta da churrasqueira, um outro cara viu a carne que tinhamos levado e comentou, com um pouco de sotaque "que beleza de picanha".
Obviamente não é normal de se escutar, mas em seguida ele se explicou que era canadense e que tinha morado alguns anos em Belo Horizonte, onde aprendeu a falar português.
Alguns minutos depois um outro cara se chegou e comentou que nos escutou falando português. Mais um brasileiro que mora aqui a 3 anos.
Eta mundinho pequeno... Não dá prá se esconder mesmo.

No nosso programa de praia, além da turma de costume, levamos também o Jack - colega do Gabriel -, que depois do churras ficou para dormir aqui em casa de domingo para segunda.
Este já está ficando de "casa". Já conhecemos os pais deles, australianos, gente muito boa.

Um prá assar a carne e dois para "supervisionar"


A gurizada aproveitando o playground em City Beach


Picnic no Kings Park
Como comentei, na segunda foi feriado, e o pessoal da empresa da Carla combinou um picnic à tarde no Kings Park.
Fazer piquenique é bem comum por aqui e o pessoal faz a maior "farofada" sem medo de ser feliz.
Já conhecíamos uma parte do parque, mas o lugar é enorme e o encontro foi numa área reservada para piqueniques que ainda não conhecíamos. O local é muito bacana, com toda a infra necessária.
O problema é que o tempo deu uma virada na tarde, ficou bem frio e não estávamos preparados.
Fizemos um lanche com a turma e depois tiramos o time de campo, pois estava mesmo difícil aguentar o frio.
De qualquer forma ficou a vontade de voltar lá para fazer um churras quando o tempo estiver bom.

A Juliana acertou e levou até cobertor


Nesta semana e na próxima os guris estão de férias.
Pela manhã a Carla tem ficado com eles e à tarde vai trabalhar. Isto quando a chefa dela não pede socorro porque faltou gente... eh eh eh

Tenho feito algumas filmagens dos nossos passeios e assim que tiver um pouco mais de tempo (e inspiração) vou montar um vídeo de algumas coisas legais daqui para compartilhar com os amigos.

Agora vou dormir que amanhã tem mais batente... Abraços

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

No Batente

Na semana passada a Carla começou a trabalhar.
Com a ajuda das amigas, mesmo com o inglês ainda precisando melhorar, conseguiu uma vaga na Chemist Warehouse, a maior rede de farmácias da Austrália.

A nova chefa dela impos duas condições:
- Melhorar o inglês em tres meses, dentro do contrato de experiência de tres meses.
- Não falar em português com as outras "brazucas" dentro da loja.

Na função dela, entre outras coisas, tem que eventualmente ajudar os clientes na loja.
Agora está aprendendo inglês na marra... eh eh eh

De qualquer forma ela está super feliz e ainda tem tempo para continuar estudando inglês no TAFE até o final do curso em dezembro.

E claro, é bom também porque entram mais uns pilas no orçamento.


A nova "casa" da Carla


Mais uma de Barbecue
Gaúcho que se preza não sossega enquanto não consegue fazer um bom churrasco - ou pelo menos alguma coisa mais parecida com os costumes do RS.
Aos poucos estou aprimorando as técnicas do churrasco, ou do barbecue como se chama por aqui.
Estava já há algum tempo querendo achar uma picanha.
Eu sei que aqui na Austrália tem um monte de bichos diferentes e esquisitos, mas o boi... ah o boi não pode ser tão diferente e a picanha tinha que estar lá em algum lugar...

Com as dicas de colegas brasileiros na empresa, cheguei até o tal do Rump.
É um corte de carne que vem com a picanha e um pedaço da alcatra, mas se cortar direito a picanha fica perfeita.

Para experimentar chamei os amigos como cobaia e mandei ver a picanha na chapa.
Modéstia a parte ficou bom. A turma saiu "quadrada" de tanto comer. E deu para matar a vontade.

Tá ficando bom o negócio.... eh eh eh


Carro Patrulha
No último post eu comentei sobre várias curiosidades daqui e citei o "carro patrulha" da polícia.
Não tem como chamar estes carros de "camburão" como a gente diz no Brasil.
Mas meus amigos corneteiros de plantão não perderam a oportunidade de me gozar.
Então em homenagem à eles, vai abaixo a foto de um "Carro Patrulha da Auto-Estrada".
Com estes não dá para brincar. Enjoy eh eh eh

Olha aí a "viatura" eh eh eh


Quero aproveitar para dizer que é bacana ver mais gente acompanhando o blog, sejam os amigos para saber como andam as coisas conosco ou sejam pessoas interessadas em conhecer mais sobre o dia a dia aqui na Austrália.

Abraços a todos.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Curiosidades

Já há algum tempo tenho pensado em escrever sobre coisas curiosas que encontramos aqui na Austrália, mais especificamente em Perth onde estamos vivendo. Coisas que são diferentes.
Então listei algumas destas coisas abaixo, sem pretensão de estar em ordem ou classificadas de alguma forma, apenas para contar destas curiosidades:

  • Aqui não se usa o número 7 "cortado" nem o "traço" embaixo do 1.
  • Para escrever valores se usa o ponto como separador de decimais e vírgula para os milhares.
  • Telefone fixo se escreve 2 dígitos para o local, mais 4 e 4 para o número. Por exemplo 08 6161 2749. Para celulares se usa 4 digitos no início e o restante 3 e 3, ficando assim 0431 748 358 (até agora não achei explicação para isto...).
  • Ao falar um número, geralmente fala-se "O" no lugar do "zero".
  • Pelo menos se conta distância em kilometros e o velocimetro dos carros mede em Km por hora. Para volumes se usa litros. Ia ser dureza ter que calcular milhas e galões...
  • O consumo de combustível dos carros é calculado em quantos litros são necessários para andar 100Km (estranho não?!?).
  • No posto de combustível não tem frentista. O motorista mesmo que abastece e vai até o escritório do posto, diz o número da bomba e paga. Para comprar gás o atendente do posto dá a chave e o próprio cliente vai até a "gaiola" onde ficam os bujões. Deixa o vazio, pega um cheio e volta para pagar e devolver a chave. (voces já devem estar perguntando se tem alguém que vai embora sem pagar né? pois é, é raro mas tem sim. como tudo é gravado eles passam a placa do carro prá polícia que vai atrás do cidadão que esqueceu de pagar).
  • Tem carros de polícia "à paisana" no trânsito.
  • Os canais de TV são todos transmitidos em sinal digital e alguns ainda analógicos.
  • Neste ano lançaram dois canais digitais novos na TV aberta.
  • No próximo ano devem encerrar as vendas de lâmpadas incandescentes. Só ficam no mercado as fluorecentes.
  • Quase não se vê na TV comerciais de creme dental. No máximo de Listerine e similares.
  • Na TV tem muitos comerciais de produtos para usar em casa que prometem acabar com 99.9%
  • das bacterias.
  • Também tem muito comercial de vitaminas.
  • As farmácias vendem de tudo. Até remédio... Mas tem desde sabão em pó, até óculos para leitura, passando por refrigerante e sapatos.
  • As farmácias tem prateleiras e corredores, como nos mercados. O cliente entra, pega uma cestinha e vai as compras.
  • Para remédios controlados (tipo os tarja vermelha ou preta no Brasil), existe um balcão no fundo da farmácia onde o cliente tem que apresentar a receita para comprar. A receita fica retida.
  • No supermercado vendem remédios também. Não os controlados, mas xarope, prá dor de cabeça, gelols da vida, talcos, etc.
  • No supermercado não vendem bebida alcoólica. Tem lojas especializadas prá isto, onde não pode entrar menores desacompanhados de adultos.
  • Os cigarros são vendidos num balcão a parte. Não ficam ao alcance das pessoas.
  • A conta de água e luz vem a cada dois ou tres meses.
  • Quando se contrata internet banda larga tem que escolher o pacote por capacidade de download. Se passar disto no mês, paga-se pelo excesso.
  • Muita comunicação é feita por correio convencional ou SMS. O e-mail não é muito usado.
  • Pelo menos 2 vezes por semana a caixa de correio fica entupida de propagandas e catálogos de lojas.
  • As lojas SEMPRE estão em promoção.
  • Quando se aluga uma casa, a cada 2 ou 3 meses um agente da imobiliária vem fazer uma vistoria.
  • Os carros não tem "Certificado de Propriedade". Ao comprar o carro se ganha um recibo.
  • A polícia tem acesso aos dados do carro pelo computador do carro patrulha.
  • Ao fazer a carteira de motorista, se usar um carro automático no exame, ganha licença somente para automáticos. Não pode dirigir carro com câmbio manual.
Estas são só algumas das coisas curiosas e diferentes que encontramos aqui.
Quando lembrar de mais alguma eu coloco no blog.

Abraços a todos

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Aniver do Gabriel - II

No sábado fizemos uma festinha para o Gabriel aqui em casa.
Ele convidou alguns colegas da escola e convidamos também alguns amigos nossos.

Os brasileiros que estavam aqui puderam aproveitar os brigadeiros, branquinhos, cocadinhas e torta de bolacha que a Carla preparou, bem ao estilo da terra natal.
Até a galerinha australiana aprovou.

Como o clima estava instável, um pouco da festa foi na rua e quando começava a chover se transferia prá dentro de casa.
Ainda bem que colocamos os dois computadores e o videogame à disposição eh eh eh

Hora do "Happy Birthday..."

Na hora da chuva, todo mundo dentro de casa.

A chuva parou e chamamos o "Pelotão de Fuzilamento"
prá dar um jeito na galerinha...


Parents' Night
Hoje fomos visitar a escola do Gabriel, que estava aberta para o Parents' Night, uma oportunidade para os pais conhecerem os trabalhos dos filhos e conversar com os professores.

Felizmente, os guris continuam se saindo muito bem na escola e fazendo novos amigos.
Além disso eles estão se destacando também nos esportes, coisa que é muito incentivada aqui na Austrália.
O Ricardo está se saindo super bem no soccer e o time dele na escola foi campeão de um torneio na semana passada.
O Gabriel está sendo destaque em atletismo. Hoje conquistou o primeiro lugar em salto triplo e vai representar a escola no Cross Country dentro de alguns dias.

A sala de aula é muito chique, com computadores e quadro multimidia interativo.

Uma vista da biblioteca da escola.


Com os novos amigos aparecendo, no domingo a tarde os dois foram para a casa do Jack, um colega do Gabriel, e pela primeira vez eu e a Carla ficamos "sozinhos" e aproveitamos para sair e tomar um capuchino.

Conseguimos uma folga e fomos tomar um café no Gosnells Market.


Churrasqueira
No último post recebi um comentário do meu amigo Gustavo, falando do preço das churrasqueiras (de barbecue) aí no Brasil.
Aqui uma churrasqueira destas custa em média de 350 a 600 dolares, mas tem umas beemm mais caras, todas de inox e com uns 2 metros de comprimento, que chegam a custar 3000.

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Aniver do Gabriel

As coisas por aqui vão se acomodando e felizmente melhorando a cada dia.

Hoje é aniversário do Gabriel, que está completando 11 anos.
Ele ganhou um kit de eletrônica e um carro "power" de controle remoto, além de um Vale $$$ para comprar mais algumas coisas que ele gosta.
Ele agradece à todos da família, vós, dindos e dindas e amigos que colaboraram na vaquinha.

O Gabriel de "carro novo"


Melhorando a cada dia...
Na empresa onde trabalho, minha função não era das mais nobres, mas dava para quebrar o galho.
Era bom para treinar o inglês, ter referências e experiência de trabalho aqui, mas estava até pensando em procurar algo melhor mais para o final do ano.
Isto até na sexta-feira passada, quando fui chamado pelo diretor da empresa para conversar. Sem saber bem do que se tratava, bateu um "medinho" mas fui lá encarar o cara.
Ele é australiano mas os pais vieram da Alemanha como imigrantes. Conversamos um pouco (em inglês, pois ele não entende português...) sobre amenidades, porque imigrar, família, etc.
Ele então comentou que estavam criando uma nova posição na empresa, a de Continuous Improvement Co-ordinator (ou Coordenador de Melhoria Contínua), e tendo em vista que eu vinha fazendo um bom trabalho me ofereceu a possibilidade de ocupar a posição.
Continuous Improvement Co-ordinator parece até algo saído das Organizações Tabajara, mas é uma função que se encontra aqui em algumas empresas.
Agora estou num cargo bem melhor, trabalhando a menos de 10 minutos de casa e ainda por cima com uma melhora no salário também.
Adivinhem se eu aceitei... eh eh eh


Eventos
No sábado eu e o Antônio (que também é fissurado em carros) fomos ao WA Hot Rod Show.
Ficamos mais de duas horas "babando" entre os carros que estavam expostos. Tinha muita coisa legal.
Para quem quiser conferir, coloquei as fotos no meu album do Picasa em:
WesternAustraliaHotRodShow


Barbecue
Agora vai virar tradição. Seja sozinho ou com os amigos, o churrasco gaudério dos domingos em MontBlack City virou barbecue a moda australiana em Perth.
É como dizem "em Roma faça como os romanos...".

Carla "multi-tarefa": estudando, tomando chimarrão,
falando no telefone e me cuidando no barbecue...

A Nara e o Antônio serviram de cobaia para o "assador" de primeira viagem aqui


domingo, 16 de agosto de 2009

Novos Amigos

Nestes últimos dias o clima anda meio chato por aqui.
Está aquele chove-para-chove outra vez... O clima parece mudar a cada 15 minutos, alternando de uma "bomba" dágua para ensolarado, chuvisqueiro, Sol com chuva, e por aí vai...
Bom para ficar por casa, que foi exatamente o que fizemos neste final de semana.

Novos Amigos
Nesta semana recebemos vários novos "ilustres visitantes" aqui em casa.

O Gabriel convidou o Jack, um colega da escola, para brincar. Na carona veio também o Max, irmão mais novo do Jack, que me contou que tem sete anos mas já está com quase oito. Informação de grande importância. Ainda mais nesta idade eh eh eh.

O Ricardo também convidou o amigo Clayton que passou a tarde de sábado conosco.
Segundo o Ricardo ele é um dos mais inteligentes da classe e costumam fazer trabalhos juntos, com o Clayton ajudando no inglês quando ele precisa.

Ainda no sábado à tarde, o Gabriel foi na festa de aniversário de um colega.

Eu e a Carla estamos muito contentes, pois aos poucos os guris vão conhecendo mais colegas e começando a fazer laços de amizade.
É muito legal também ver eles conversando em inglês, já com uma fluência de dar inveja... rsrsrs

O Gabriel e o Jack no basquete


O Ricardo e o Clayton


Barbecue em Casa
Depois de algum tempo querendo comprar uma churrasqueira, finalmente no sábado fui a luta e resolvi percorrer algumas lojas para achar uma boa oferta.
Na verdade eu até estava sentindo falta do ritual de fazer o tradicional churrasco de domingo.

O modelo que nós queríamos não precisava ser muito grande, mas tinha que incluir um queimador lateral, tipo fogareiro, para a Carla poder cozinhar algo se precisasse.
Após olhar na BigW e Bunnings encontrei uma na Kmart de Maddington.
O problema é que tinha acabado e só tinha a do mostruário (que eles não costumam vender).
Tive então que ir até a Kmart no Carrousel Shopping, em Cannington. Lá consegui o mesmo modelo, última do estoque.

A caixa era enorme e não iria caber no carro, então decidi tirar da caixa e colocar as peças espalhadas pelo carro. Deu tudo certo. Cheguei em casa e montei o "equipamento".
Em resumo, passei quase todo o sábado para comprar a dita churrasqueira.

A inauguração foi hoje e pelo que o pessoal comeu parece que foi aprovado.
Acho que na próxima já vai dar para convidar os amigos. eh eh eh

"Churrasco" de bifão na chapa.
O pior é limpar tudo depois.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Dia dos Pais

Dia dos Pais
Aqui na Austrália o Dia dos Pais é somente em Setembro, o que significa que eu ainda não ganhei presentes... :-(

De toda a forma, quero aproveitar o espaço do blog para mandar os parabéns aos pais brasileiros, pela passagem do seu dia.

Bolinho de Aipim
Eu havia esquecido de comentar que na semana passada matamos mais um desejo de comer algo "à moda brasileira".
Achamos aipim (ou mandioca, ou macaxeira, como queiram) num mercadinho chines aqui perto. Aqui eles chamam de cassava.
Vem congelado em pacotinhos já devidamente descascado. Uma barbada.
A Carla fez a primeira leva cozido e neste final de semana fez carne assada e bolinhos de aipim à moda da Dona Jane Maria (valeu pela receita mãe).
Depois do almoço chegou a dar aquela "tristeza" de tanto que comemos.

Fremantle Prison
Ontem fiz um programa diferente.
Fomos, eu e o Caio, fazer um tour na Fremantle Prison (www.fremantleprison.com.au), que foi construída para abrigar os convictos no século 19 e continuou sendo usada até a desativação em 1991.
O tour que nós escolhemos foi o de explorar uma rede de túneis sob a prisão, que diferente do que eu pensava antes, serviu como rede de captação de água para a cidade nos seus primórdios.

Apesar de interessante ficamos um pouco frustrados com o tour.
Tudo porque, das duas horas e meia previstas, mais de uma hora foi para a preparação e instruções de segurança.
Tivemos que assistir um vídeo, assinar um termo de responsabilidade, fazer teste de bafômetro, colocar macacão e botas de borracha, cintos de segurança tipo de alpinista, conectados à trilhos de segurança, coletes salva-vidas e capacetes com iluminação.

Algo compatível para escalar a Torre Eiffel. Pelo lado de fora.

Depois de toda esta preparação, descemos três lances de escada, com uns trinta degraus cada um. Cerca de 20 metros de profundidade. Tão emocionante quanto uma corrida de lesmas...

Chegando na parte inferior dos túneis, os capacetes foram úteis para evitar algumas inevitáveis cabeçadas no teto. As botas foram úteis para andar em alguns trechos com água empoçada.
Depois de caminhar por uma parte dos túneis se faz um trecho em pequenos botes, pois a água nesta parte tem cerca de um metro de profundidade. Ah, então era para isto que nos fizeram colocar coletes salva-vidas... vai que alguém com menos de um metro de altura caia do bote, né?!?

Apesar de muita preparação para pouca emoção, o passeio valeu pelo conhecimento e conteúdo histórico do local.
A questão é que vou ter que ir outra vez lá e fazer o tour acima da superfície, pois neste tour não conhecemos nada sobre a prisão em si.

Até a próxima.
Esta devia ser a melhor visão para os convictos -
para olhar sobre o ombro, quando estavam saindo da cadeia


Vista geral do prédio principal
Na parte central funcionava a capela


O fundo é "logo alí"...

domingo, 2 de agosto de 2009

O Primeiro Barbecue

Final de semana bem bacana e agitado por aqui.

Aquário
No sábado fomos ao Aqwa (www.aqwa.com.au), o maior aquário com túnel submerso da Austrália e uma das maiores coleções de peixes do mundo.
O lugar é muito legal e possibilita ver peixes de várias espécies, incluindo corais, arraias, aguas-vivas, tubarões, crocodilos e todos os personagens do filme do Nemo.
Tem até aqueles peixes que o cara pode morrer só de olhar prá ele...
Entre as principais atrações está um túnel por baixo do aquário, onde a gente sobe numa esteira e nem precisa caminhar. Coisa de preguiçoso eh eh eh




Aqui tem uma arraia gigante dando um "rasante" sobre a Carla
Uma das atrações é poder pegar estrelas do mar


Barbecue, ou churrasco de Australiano
No domingão, aproveitando o dia bonito e ensolarado, fomos fazer um barbecue na praia de City Beach.
Meio atrapalhados e sem toda a infra que os australianos já tem, chegamos por volta de 11 da manhã e acampamos num dos quiosques, próximo de uma das churrasqueiras.
A churrasqueira funciona à gás e é só apertar um botão por alguns segundos para dar a ignição. Em poucos minutos a "chapa" está quente, pronta para o churras.
Por ser gaúcho, fui escalado como assador oficial, como se fosse a mesma coisa que assar churrasco à nossa moda.
Mas até que me saí bem para a primeira vez. Até porque é como fazer bife na chapa, não tem muito segredo. São anos e anos observando o Nemério fazer bife prá bauru....

Como aqui é um lugar "multicultural", o mais interessante foi notar ao nosso lado uma turma de orientais, que pareciam ser coreanos, cozinhando um monte de vegetais na chapa, enquanto a gente tinha muita carne vermelha e ainda umas linguiças prá completar.

Batendo bola antes do almoço

Meio atrapalhado na chapa...
Mas aproveitando prá tomar umas cervejinhas.

Acampamento de brasileiros

As crianças chegaram a tomar banho de mar e depois foram para a praçinha


quarta-feira, 29 de julho de 2009

Six months

É mesmo impressionante como o tempo passa.
Um dia após o outro e já fazem seis meses que chegamos a Austrália.

Meio perdidos naquele 28 de Janeiro, chegamos ao hotel por volta de três da tarde, tomamos um banho, saimos para fazer um lanche e as cinco e meia da tarde já estavámos dormindo, atordoados pelo fuso horário e pelo cansaço de mais de trinta horas de viagem.

Os dias seguintes foram de descobertas. Algo tipo Indiana Jones na cidade grande.

A rotina, no início tumultuada e cheia de surpresas, vai aos poucos entrando em ritmo da vida normal, e vamos acostumando com coisas simples que mudaram no nosso dia-a-dia mas que, parando para pensar um pouco, já se tornaram naturais para nós.
Querem um exemplo? Já fazem seis meses que eu aciono o indicador de direção com a mão direita, assim como dirigir na "contramão" se tornou coisa normal.

Cada pessoa tem os seus gostos - e isto não se dicute, como diz o ditado - além de expectativas de vida diferentes. O que é bom para alguns, pode não ser para outros e vice e versa.

O fato é que, pessoalmente falando, estou muito satisfeito com a escolha de ter dado esta virada em nossa vida.

Apesar da inevitável saudade da família e dos amigos, me sinto muito mais tranquilo, seguro e realizado, isto apesar do pouco tempo aqui e ainda "apanhando" um pouco no inglês.

Tenho a certeza de que as coisas só vão melhorar daqui para a frente.

Fizemos novas amizades que apesar de pouco tempo, parecem de longa data, devido à intensidade com que compartilhamos os ideais que nos fizeram mudar para cá.

Já que este momento é um marco, quero aproveitar para agradecer a todos aqueles que torceram - e torcem - por nós e dizer que não esquecemos dos amigos aí no Brasil. Pelo contrário. Volta e meia em alguma situação que nos ocorre aqui a gente relaciona com alguma pessoa conhecida e comenta: "Olha, isto aqui o fulano iria adorar...".
Isto de alguma forma nos mantém ligados às pessoas que gostamos.

Aproveito para agradecer também aos novos amigos, por todo apoio e pelas valiosas dicas que nos economizaram tempo e dinheiro durante nosso assentamento aqui.

Agradeço especialmente ao Gabriel e ao Ricardo pelo comportamento impecável e por terem "tirado de letra" o fato de encarar escola nova, colegas novos e principalmente uma nova língua.

Mas quero principalmente agradecer a Carla, minha companheira até as últimas consequencias, que tem segurado o rojão nestes primeiros meses, pois sei que apesar dela estar curtindo muito e acreditar que no futuro as coisas serão melhores para nós, eu era o principal incentivador da idéia de migrar.

Por enquanto nosso plano é de levar nossa vida por aqui.
No futuro... bom "o futuro a Deus pertence" como dizem...

Continuamos fazendo planos para o futuro, mas não nos prendemos mais a eles.
Eles é que tem que se adequar ao que nós queremos.
E o que nós queremos agora é levar uma vida tranquila e aproveitar tudo de bom que cada momento pode nos oferecer.

Um grande abraço a todos.

domingo, 26 de julho de 2009

Granizo

Granizo
Os últimos dias tem sido chuvosos aqui em Perth, como eu já havia comentado.
Nesta semana tivemos vimos pela primeira vez aqui uma chuva de granizo.
A Carla aproveitou para registrar o momento.

O clima melhorou no final de semana e ontem até deu para cortar a grama do quintal, que estava realmente precisando pois já estávamos quase no ponto de ouvir "rugidos" vindo do meio do gramado eh eh eh
Além disso nesta semana tem vistoria da imobiliária então a gente gosta de deixar a casa bem ajeitada.

Kakulas
Ontem eu e a Carla fomos ao Kakulas comprar alguns mantimentos.
Ficamos surpresos ao encontrar na seção de produtos brasileiros - que felizmente vem tendo o espaço ampliado a cada vez que vamos lá - latas de feijoada da Oderich, fabricadas em São Sebastião do Caí, que fica a apenas alguns kms de Montenegro, onde morávamos.

Bunnings Warehouse
Hoje fomos na Bunnings pois eu precisava de chaves de boca para fazer um conserto em uma das bicicletas.
Ficamos impressionados com a quantidade de gente, em pleno domingo, fazendo compras lá.
Parece que o pessoal faz disto meio que um programa dominical. Tinha até gente da sociedade protetora dos animais fazendo campanha e vendendo cachorros-quentes. A fila estava grande para comprar.
Eu aproveitei para "babar" um pouco nas ferramentas e tenho certeza que alguns amigos meus ficariam malucos com a quantidade de "brinquedinhos" que estão à venda, e com preços bem acessíveis.

sexta-feira, 17 de julho de 2009

General Junk - Service Collection

A partir de amanhã começa o serviço de coleta de "lixos genéricos" do bairro.
Uma vez por ano os moradores recebem um comunicado com as instruções para o descarte.
Prá gente que morava no Brasil é um negócio muito curioso.
A frente das casas fica cheia de entulhos, desde móveis e eletrônicos, até geladeiras, máquinas de lavar, brinquedos, bicicletas e chrrasqueiras.
Muita coisa está em bom estado, mas o pessoal daqui não se presta em tentar vender ou mesmo mandar arrumar. O negócio é comprar novo. E a turma gosta mesmo é de comprar.

Se fosse no Brasil os catadores não iam dar conta de juntar coisas

Tem algumas pessoas que rondam as ruas na busca de algo ainda utilizável.
Eu entrei na mesmo onda quando vi um vizinho colocar para o descarte uma mesa de madeira com quatro cadeiras.
Como não tínhamos mesa para a área dos fundos e meu plano é colocar lá uma churrasqueira, não pensei duas vezes e dei de mão no conjunto todo.
Os guris acharam o máximo a idéia de conseguir coisas úteis e de graça.
Saíram para fazer uma "pesquisa" na vizinhança e descobriram uma cesta de basquete, que agora já faz parte do nosso inventário também... eh eh eh

Diversão garantida e de graça


Fim de Semana
O final de semana está meio xarope.
Bastante chuvoso, naquele estilo chove um pouquinho, pára um pouquinho, e por aí vai.
Aproveitamos para ficar em casa mesmo e a Carla fez sopa de capeleti com pastéis para a janta de sábado. Convidamos os amigos e aproveitamos para inaugurar as taças de vinho e o novo conjunto de talheres importados, que compramos no Woolworths, de uma tal Tramontina (aliás os talheres daqui são bem ruins mesmo, como já tínhamos ouvido falar).

Felicidade é...
Comprar um KFC Family Bucket num dia chuvoso


Comerciais
Volta e meia tem alguns comerciais bem bacanas na TV daqui. Sempre que eu me lembrar de algum vou postar no blog.
Novo Nissan X-terra - http://www.youtube.com/watch?v=Hms2ruV0-IA