segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Rumo à Cidadania


Completamos o quarto aniversário de nossa mudança, coincidindo com o Austrália Day, no dia 26 de Janeiro.
Por incrível que pareça foram 4 anos que passaram rápido, mas que ao mesmo tempo foram suficientes para conquistarmos nosso espaço aqui na Austrália.

Os problemas iniciais de adaptação já ficaram para trás e sempre rendem boas risadas quando lembramos dos nosso primeiros dias aqui.

Tanto eu quanto a Carla estamos em nosso segundo emprego, agora já muito mais próximos daquilo que gostamos e que costumávamos fazer no Brasil.

Os guris continuam felizmente tendo um desempenho excelente na escola, de onde recebemos regularmente comentários positivos.

Fizemos novos amigos entre brasileiros que já estavam aqui e outros que foram chegando nestes 4 anos, além de colegas de trabalho.
Acabamos fazendo novos amigos também através do Blog, o que por si só já valeu o tempo que dediquei contando um pouco da nossa experência.

Durante estes 4 anos estivemos duas vezes no Brasil, a última em Outubro passado.
É interessante a sensação de voltar ao Brasil depois de quase 4 anos.
Foi bom para encontrar familiares e velhos amigos, e andar por alguns lugares que trazem boas lembranças, mas agora nossa casa, nosso lugar, é aqui. É aqui que trabalhamos, estudamos e aproveitamos a vida.

Além de termos conquistado uma relativa tranquilidade financeira, aqui ganhamos também algumas coisa que, como diz o comercial do cartão de crédito, “não tem preço”. Coisas como morar em uma cidade grande, com traquilidade e segurança de cidade pequena. Coisas como ir ao trabalho usando transporte público, podendo usar um tablet ou iPhone sem ter medo de ser assaltado. Andar de carro sem se preocupar em trancar janelas e portas, não importando local ou hora do dia ou da noite. Ir às praias ou parques e ver tudo muito bem cuidado, podendo usar churrasqueiras públicas gratuitas (e que funcionam). E por aí vai.

Mas voltando ao nosso aniversário de Austrália, com 4 anos completados, dei entrada com nosso pedido de cidadania.
Dentro de alguns meses devemos nos tornar cidadãos australianos e com isto poderemos ter um passaporte e o direito de votar.
Iremos manter a cidadania brasileira pois ambos os países aceitam dupla cidadania.

Com relação ao Blog, já está difícil de manter atualizado, seja por falta de tempo ou mesmo por já não ter muitas novidades prá contar uma vez que a vida segue num ritmo normal hoje em dia.

Independente disto, volta e meia ainda tem gente que me contata através do Blog, por vontade de mudar para a Austrália ou solicitar informações sobre o processo de imigração.

Quanto ao processo de imigração, infelizmente não tenho mais como ajudar pois o processo mudou completamente desde que passamos pelo nosso em 2007/2008. Minha recomendação é de buscar informações no site da imigração ou em fóruns na internet.

Estou a disposição, entretanto, para fornecer informações sobre o país, ou sobre nossas experiências e como “sobrevivemos” nesta virada radical em nossa vida J
E novos amigos são sempre bem vindos.

Abraços a todos




9 comentários:

Lua Lopes disse...

Muito legal esse blog, achei hoje e vou tentar ler o maximo possível dos 4 anos de vocês... Estou a 2 meses com meu marido que também é brasileiro!Tudo novo! Vixe!

Joice disse...

Oi gente,
senti um certo ar de despedida neste post! Lamentável.
Ainda mais p/ quem se recusa a ter facebook.
Mas parabéns p/ vcs de novo, continuem com sucesso e perseverança.
Bjão,

Joice

Roberto C. Muller disse...

Oi Joice,
Sabemos que tu é assídua leitora do nosso blog.
Bom, o objetivo principal era contar da nossa adaptação.
A estas alturas, como já estamos adaptados e felizes com nossa nova vida aqui, não tem mais muito o que falar desta fase.
Mas quem sabe volta e meia eu ainda invista algum tempo para colocar outras coisas interessantes da cultura da Austrália.
E vê se dá um jeito de fazer uma conta no Facebook. eh eh

Anônimo disse...

Olá, Roberto!
Achei seu blog hoje, vi num fórum sobre a Austrália.
Eu e meu marido já temos vontade de morar em outro país há um bom tempo, mas só no ano passado decidimos que queríamos ir para Perth porquê uma amiga nossa foi e está aí e fala muito bem do lugar, ela nos convenceu que é um ótimo lugar para criarmos nossos filhos (também temos 2 meninos, um de 5 anos e outro de 8 meses).
Acontece que na agência de intercâmbio que procuramos, nos disseram que teremos que pagar escola para o nosso filho mais velho (mesmo em escola pública), porquê somos estrangeiros, e até que tenhamos um visto permanente, teríamos que pagar escola e não vai sair nada barato. Sei que você e sua família chegaram aí em outra época e que hoje as coisas podem estar bem diferentes, mas você sabe me confirmar essa informação? É isso mesmo? Como posso pesquisar daqui as escolas que existem aí?
Desde já agradeço se você puder me dar essas informações.
Obrigada,
Rosangela.

Roberto C. Muller disse...

Oi Rosangela,
Como deixáste teu comentário como anônimo não vou ter como te mandar uma mensagem privada e vou responder por aqui mesmo.
Realmente o processo mudou muito desde que viemos para a Austrália e não tenho certeza como as coisas estão agora.
Mas uma coisa que tens que verificar primeiro é com que tipo de visto vocês virão.
Se for um visto Permanent Resident eu acredito que não precisarão pagar escola.
Já se for um visto de estudo ou patrocinado por uma empresa pode ser que tenham que pagar algo.

Recomendo verificar no site da Imigração http://www.immi.gov.au
e no link que fala dos direitos e obrigações
http://www.immi.gov.au/skilled/rights-obligations-workers.htm

Se vocês estão pensando seriamente nisto, investe um pouco do teu tempo e estuda o site da imigração. Dá trabalho ler tudo, mas toda a informação necessária está lá.
Além disso já soube de muitos agentes de imigração que não estão 100% por dentro das opções existentes.

Espero que estas dicas ajudem.

Boa sorte,

Beto

Janaina jana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Roberto C. Muller disse...

Oi Janaina,
Quando viemos para a Austrália não tínhamos trabalho ou lugar para morar.
Mas tínhamos muita força de vontade, pensamento positivo e esperança de que tudo iria se encaminhar.
Tínhamos umas economias que dariam para ficar uns 6 meses sem trabalho algum.
Quando chegamos passamos 2 semanas em um hotel, enquanto procurávamos casa para alugar.
Depois da casa fomos encaminhando a documentação necessária, matriculamos os guris na escola e começei a procurar emprego.
Qnado chegamos nossos filhos tinham 12 e 10 anos, e só sabiam o inglês básico da escola e de cursinhos. Mas eles não tiveram dificuldades e desenvolveram o inglês rápido, em poucos meses na escola já estavam enturmados (já vimos isto acontecer com várias crianças aqui).
Para nós que somos mais velhos a coisa é um pouco mais difícil, mas não impossível.
O povo aqui está acostumado com imigrantes, então todo mundo tenta se ajudar ao máximo na hora de entender e ser entendido.
A adaptação não é fácil nos primeiros meses, mas acredito que depois que as coisas entram nos eixos tudo compensa.
Espero que estas informações ajudem, mas fica a vontade de perguntar se tiveres alguma dúvida.

Janaina jana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Janaina jana disse...

Oi Roberto...muito legal!
Estamos decido a tentar,.minha cunhada mora em perth no final de 2012 estivemos por ai...e nem preciso dizer que adoramos tudo...conhecemos tbm o Caio e a Juliana q esta em um dos seus posts..estamos avaliando a melhor forma, talves o Marcos (meu marido) va na frente para depois eu ir com as crianças...e vendo seu blog nos da mais vontade de ir..rsrs
Mas muito obrigado pelas dicas...
Janaina.